Celular, o melhor amigo do homem.

Qual é hoje o melhor amigo do homem?
Se você pensou no cachorro, errou!
Os tipos de amizade estão mudando, agora um aparelho que todos carregam no bolso, na bolsa, ou nas mãos, contando hoje com mais de 205 milhões espalhados pelo Brasil, muitos até são utilizados para a comunicação, mas a maior parte do tempo os seus donos os utilizam como um centro de lazer e entretenimento, fazendo dele um verdadeiro amigo, quase inseparável.
Isso mesmo, o seu novo amigo é o celular, mesmo porque existem apenas 33 milhões de cachorros nos lares brasileiros, e outros 20 milhões vagando pelas ruas, segundo a associação brasileira de alimentos para animais, quantidade insuficiente para suprir a demanda por amigos no Brasil.
Na década de 90 o Tamagotchi, o bichinho virtual, fez muito sucesso entre as crianças e adolescentes, com o passar dos anos ele evolui muito tecnologicamente e se transformou, hoje em dia, no amigo virtual de crianças, adolescentes e também dos adultos.
Puxe uma cadeira.
Vamos conversar um pouco, eu, você e os nossos celulares.
Comece por observar, com mais atenção, uma cena bastante comum nas salas de espera de consultórios médicos e dentários, diversas pessoas sentadas conversando com seus amigos, digo, celulares, ficam ali por horas se for preciso, criando um espaço somente para eles, imersos em mundos reais quando ligam ou recebem ligações, ou imaginários por intermédio de conversas virtuais, jogos ou simplesmente o acesso a Internet.
Esta relação extrapola as salas de espera, e se multiplicam pelos mais diversos ambientes sociais dos seres humanos, portadores de telefones móveis, digo, amigos.
Não importa o modelo do celular, do simples ao mais sofisticado tecnologicamente, as pessoas simplesmente acessam aquilo que o amigo é capaz de fornecer, pode ser a simples visão da agenda telefônica, com nomes de amigos e parentes, isto já irá satisfazer a interação entre eles, até sofisticados aplicativos e jogos.
Neste novo relacionamento, se comparado à amizade com um animal de estimação, um cachorro, por exemplo, o celular leva grande vantagem, não faz xixi no tapete da sala, não come os pés dos móveis, apenas precisa ser plugado na energia elétrica para continuar a nos servir, sem depois de algum tempo abanar o rabo pedindo mais comida, ou energia.
O nosso novo companheiro, ou companheira, afinal ele, ela, pode assumir a personalidade feminina ou masculina, a escolha dependerá das convicções sexuais entre as partes, e, ainda, consegue assumir diversos papéis neste relacionamento, desde confidente amoroso, amante, até um comparsa em ações inconvenientes ou contra a lei mesmo.
Mas sempre será fiel, até o último watt de energia.
Quando surgir o momento de solidão, você o terá ali, substituindo o vazio por um sem números de atividades que podem ser disponibilizadas a qualquer momento.
Talvez, por isso, muitas pessoas andam com dois ou mais celulares, assim é possível criar um grupo de amigos, ou se existir o serviço no seu aparelho, acessá-los virtualmente.
Finalmente, e felizmente, nunca mais nos sentiremos sozinhos neste mundo.
Um abraço ao amigo celular!

One response to “Celular, o melhor amigo do homem.

  1. Gostei, Jorge. Muito bom post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s