Reduzir os custos ou aumentar as vendas?

Parece que não tem jeito mesmo, todos os meses o faturamento da empresa fica muito próximo do ponto de equilíbrio, tanto para cima como para baixo dele, e para cumprir os compromissos mensais com os fornecedores é necessário raspar todo o dinheiro do caixa, e ainda assim, algumas faturas são pagas com atraso.

O primeiro combate está definido: reduzir no próximo mês alguns dos custos fixos.

A meta nº 01, também foi determinada: aumentar as vendas, uma ação difícil, principalmente em razão da forte pressão dos concorrentes, mas não impossível.

Puxe seu Notebook para mais perto.

Vamos conversar sobre as propostas para a solução do problema apresentado acima.

Inicialmente é fundamental para a competitividade da empresa no mercado, que o gestor não adote a administração da miséria, ou “De nada adianta cobrir um santo para descobrir o outro.”

Infelizmente na tentativa de rapidamente solucionar um problema, sem querer perder tempo em analisar a real causa dele, o empresário corre o risco de cometer um grave erro, que terá como resultado outras conseqüências prejudiciais à sobrevivência do negócio.

Portanto, a ação escolhida de redução de custos dos fixos, para melhorar o resultado do negócio, deixará alguma atividade sem os recursos necessários para sua adequada realização, como por exemplo, diminuir sumariamente o valor da conta de telefone, que afetará diretamente o contato com clientes e fornecedores, por mais que pretensão gerencial tenha sido a de eliminar os abusos da sua utilização, que na verdade nunca aconteceram.

Também é comum a medida de demitir um empregado, que supostamente estava ocioso em determinada época, mas talvez porque era um período sazonal de baixo volume de vendas, e ele fará muita falta quando os clientes voltarem a comprar, mesmo que o substituto seja o dono da empresa, ou um de seus familiares, que não tem vocação alguma para a função.

Sempre existem outras estratégias empresariais para resolver um mesmo problema, como um planejamento de aumento das vendas, para possibilitar à execução deste plano estratégico a medida usual é a de abaixar os preços de venda, de preferência que sejam inferiores aos dos concorrentes, com a certeza de que os fluxos de clientes e de caixa crescerão.

Porém, esta estratégia poderá agravar ainda mais os resultados financeiros de médio prazo, caso, o problema da empresa, seja justamente a falta de capital de giro.

Conclusão: as análises financeiras do negócio e as mercadológicas são fundamentais para qualquer tomada de decisão empresarial, sem realizá-las de forma e tempo adequados, o empresário pode colocar a sua empresa em rota de colisão, com os fornecedores, instituições financeiras e com os próprios clientes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s