O contágio pela síndrome da vitória anunciada.

Existem algumas pessoas que ficam de plantão pregando o desastre eminente, algumas vezes, por força da estatística, ou pela Lei de Murphy, acaba acontecendo, mas na grande maioria dos casos os acidentes têm uma chance mínima de existir e ainda afetar o desempenho da empresa.

Puxe seu Notebook, com cuidado para não cair, para mais perto.

Vamos conversar sobre o que pode vir a acontecer com o seu negócio.

Estas duas frases, acima, explicam o que é esta síndrome do desastre anunciado. A primeira frase alerta sobre o manuseio correto do equipamento a segunda, apesar de ter diversas interpretações, em virtude do assédio da primeira, induz ao pensamento negativo, que algo está para dar errado.

Se a primeira frase fosse assim:

Puxe seu Notebook para mais perto.

Sem o alerta do perigo, a segunda frase deixaria de ser contagiada, e a sua interpretação ficaria a cargo do humor do leitor, o que poderia ser mais interessante para o texto.

Na empresa acontece algo semelhante, quando após sucessivos erros de gestão, os empregados, quando solicitados a modificar suas atribuições, pregam o desastre anunciado, ou falam o seguinte, entre eles:

– Eu sabia, vão mexer com a gente, espremer até sair sangue e depois contratar alguém pela metade do meu salário.

– É assim que começa o fim de alguém que se dedica de corpo e alma para uma empresa de terceira categoria.

Ou:

– Mudar os processos novamente? Para quê? Nada vai mudar mesmo. Não vou perder mais tempo com estas idiotices sem nexo de um gerente sem capacidade, um burro mesmo.

Adivinhe qual será o futuro, muito próximo, desta empresa.

Porém, felizmente, existe o outro lado desta moeda, o contágio pela alegria, ou a síndrome da vitória anunciada.

Entrar em campo, digo, no mercado, com o objetivo de vencer, conquistando fornecedores, consumidores e até mesmo os concorrentes.

Como espalhar esta epidemia da alegria?

Não dar razões para que a “torcida do contra” tenha espaço na organização, com atitudes de interação dos objetivos e das diretrizes da empresa, com os anseios de cada colaborador. Não deixar que existam motivos para a fabricação de coitados e órfãos do conhecimento ganhe espaço.

Deixar claro que o sucesso profissional e pessoal de cada um, depende da dedicação de todos, para fazer da empresa uma atração surpreendente para o mercado.

Para que isto aconteça todos devem compreender a sua importância nos processos operacionais e funcionais, ou, quem são seus clientes e fornecedores internos, e de quais produtos e serviços, de que eu sou responsável, eles dependem.

Com a corrente forjada no fogo da alegria em estar ali, exercendo com qualidade e interesse a sua função, será muito difícil alguém ter tempo em buscar a defesa de seus erros na síndrome do desastre anunciado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s