Um plano para o negócio

Hoje muitos empreendedores resolveram começar um negócio próprio.

– Adeus patrão, quem manda em mim sou eu mesmo, viva a liberdade de horário e regras.

Puxe, com cuidado, o seu Notebook.

Vamos conversar um pouco sobre decisão que pode mudar completamente a sua vida.

Transformar um sonho em uma idéia já demonstra a capacidade de realização de uma pessoa, mas depois é necessário desprender todo o esforço para possibilitar a metamorfose da idéia em um negócio, e depois em uma empresa competitiva, lucrativa e de sucesso.

Difícil, talvez com a soma de dedicação, comprometimento e da sua credibilidade no empreendimento, se torne até fácil e prazeroso enfrentar os diversos obstáculos que surgirão durante a elaboração do plano estratégico.

Surgiu a palavra mágica para toda e qualquer ação, a estratégia. Sem ela é quase impossível atingir o objetivo proposto.

Para traçar uma estratégia é preciso definir os objetivos, para você e para a sua futura empresa.

O quê você almeja conseguir, para sua vida, com o seu negócio?

Com certeza o sonho inicial, quanto a horários e regras, dificilmente se tornará realidade, para o bem do empreendimento.

Quais serão os produtos e serviços a serão comercializados e para qual mercado consumidor?

Vamos continuar o plano estratégico de negócios:

  • Definido produtos e serviços que atendam a necessidade de consumo de um determinado nicho de mercado.
  • Através de diagnósticos de mercado, lembre, são os três mercados, fornecedor, consumidor e concorrente, são propostos e analisados os custos e preços de venda.
  • Olhando para detrás do balcão, surgem os custos fixos, inclusive o seu pró-labore.
  • Com as margens determinadas, o local da empresa, e os investimentos necessários, começam a surgir de forma real, impondo os limites financeiros e mercadológicos para o empreendimento.
  • É feito o primeiro cálculo financeiro, o ponto de equilíbrio. É descoberto o faturamento mínimo necessário para o desenvolvimento do negócio.

Ex.: PE = Custos Fixos / IMC (Índice da Margem de Contribuição). Cálculo do IMC: IMC= ((Preço de venda – impostos – custo direto – comissões) / Preço de Venda).

  • Através da avaliação do mercado são estimadas as quantidades de vendas, que multiplicadas pelos preços de venda, chegamos ao faturamento esperado. Assim conseguimos determinar o lucro líquido planejado, que divido pelo faturamento, nos fornece a lucratividade.
  • Com o lucro líquido calculado, dividido pelo investimento inicial, determina-se a rentabilidade e o prazo de retorno.

O que pode complementar o plano estratégico de negócios?

Conhecer profundamente a atividade empresarial escolhida, pois o mercado não perdoa os ignorantes com iniciativa.

Utilizar o espírito da sacoleira, para entender as necessidades e principalmente os desejos dos clientes e rapidamente adequar os seus produtos e serviços.

Reconhecer os pontos fortes e fracos, que limitam as suas ações e as do mercado concorrente.

Analisar as oportunidades e ameaças, oferecidas pelo mercado consumidor.

Desenvolver constantemente diferenciais competitivos, desde que não sejam os preços de venda, qualidade e atendimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s